Chamadas Públicas

Chamada para cooperação bilateral EMBRAPII Israel

Para ampliar a competitividade da indústria nacional e promover a cooperação tecnológica e econômica entre Brasil e Israel, a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII) e a Autoridade de Inovação de Israel vão destinar 10 milhões de dólares a projetos inovadores realizados em conjunto por empresas com sede nos dois países.

A chamada é voltada para projetos de desenvolvimento de novas tecnologias nas áreas de energia, IoT (Internet das Coisas), agricultura e ciências da vida. A proposta deve envolver ao menos uma empresa de cada país e resultar no desenvolvimento de um novo produto, novo processo produtivo ou serviço de aplicação industrial.

Veja abaixo as principais informações de como se deve proceder para participar dessa iniciativa:

1) As regras seguem os regulamentos de cada agência financiadora, ou seja, a EMBRAPII  e o IIA;

2) A empresa brasileira deverá identificar a empresa israelense de seu interesse (ou vice-versa) e buscar a Unidade EMBRAPII adequada para o desenvolvimento de seu projeto;

Não há formulários a serem preenchidos, nem propostas a serem aprovadas pela EMBRAPII sede. A Unidade EMBRAPII tem autonomia para decidir sobre a viabilidade de desenvolvimento da proposta;

3) A empresa israelense deverá procurar o IIA e submeter a mesma proposta de acordo com as regras e o calendário interno deles;

4) Caso a Unidade EMPRAPII concorde com o desenvolvimento do projeto proposto, as informações relativas ao projeto (nome da empresa, CNAE, descrição do projeto, valor, etc.)  deverão ser inseridas  no sistema interno da EMBRAPII pela Unidade EMBRAPII ;

5) Após o fechamento do edital, no dia 18 de abril de 2019, a EMBRAPII e o IIA farão uma análise conjunta das propostas e a divulgação dos projetos selecionados está prevista para agosto de 2019;

6) Pelo lado brasileiro, os projetos poderão ser iniciados imediatamente após o anúncio. As empresas israelenses deverão seguir o regulamento interno IIA;

7) O modelo da cooperação internacional da EMBRAPII segue o modelo operacional usualmente adotado para a contratação de empresas brasileiras: 1/3 do projeto é financiado com recursos não-reembolsáveis.